Monografia | AC  
Faça aqui seu orçamento !
Contatos
MONOGRAFIA ACAprenda sobre MonografiaDissertação de MestradoProjeto de PesquisaFormatacao ABNT para Monografias e TCCArtigo CientificoQualidade em MonografiasInvestimentoOrçamentoContato com a Monografia AC
 

O PROBLEMA DA PESQUISA

 

 

Feed da Monografia ACTwitter da Monografia ACPerfil Facebook

Quando algum aluno procura nossa empresa de trabalhos monograficos perguntando sobre qual o ponto inicial para o longo processo de elaboração de uma monografia ou um artigo científico, sempre passando, claro, pela estruturação de um projeto de pesquisa, nós respondemos que é o estabelecimento do problema de pesquisa. Este se relaciona com os demais elementos do próprio processo de pesquisar, de forma a poder iniciar o processo de formulação das ideias para sua investigação monográfica. Saiba como se dá a relação entre os elementos da pesquisa

O problema da pesquisa é realmente o que você mais precisa entender em todo o processo de elaboração de monografias ou do projeto. Isto vai ser cobrado pelo seu professor orientador, pela sua banca de apresentação e por qualquer pessoa que for ler seu TCC ou seu trabalho monografico.

Um dos fatores mais emblemáticos na abordagem de uma investigação monográfica ou mesmo um artigo científico é justamente este elemento.

Devido à enorme diversidade de problemas e fatores de possível análise e abordagem, sempre há uma grande dúvida por parte do aluno sobre qual a melhor forma, o melhor método e os melhores caminhos para a consecução de tal objetivo.

Apesar de, infelizmente, não existir uma fórmula mágica, ou uma “receita de bolo”, é possível definir alguns parâmetros ou estabelecer algumas diretrizes para que o problema da monografia de TCC possa ser abordado de uma forma mais adequada e com melhores resultados.

No entanto, fica muito mais fácil quando se compreende o conceito do termo em questão. No entanto, inicialmente, temos que qualquer coisa ou questão pode ser definida como oo elemento problêmico de um determinado objeto ou situação, mas é obrigatório, para que se possa trabalhar sobre ele, vamos tentar forçar uma lista de conceitos que se aplicam ao elemento problêmico:

- Discrepância entre o imaginado e o real

- É a proposta de algo que pode ser construído, pensado ou descoberto.

- É a proposição de que algo ainda obscuro, justamente pela falta de se pesquisar sobre tal vácuo, mas que pode, através do processo pesquisador científico, ser esclarecido.

- Uma situação indeterminada ou não resolvida envolvendo o objeto de análise

- É quando 5 + 5 não dão 10

Dentro deste emaranhado de pensamentos e construções, tentaremos definir o problema como toda e qualquer ocorrência ainda não conhecida, em parte ou no todo, e que demande um trabalho de pesquisa para sua resolução.

No final deste artigo há um link para a página sobre os objetivos gerais e especificos, que são a próxima fase na redação de um projeto ou de uma monografia pronta.

E invariavelmente o mesmo nos responde, com ar de espanto: - Mas eu não preciso começar pelo tema da minha monografia???

Não, você não pode começar pelo tema monográfico, já que a própria seleção deste advém de uma situação existente, denominada problêmica, que demande alguma atenção. Imagine um TCC cujo assunto seja sem graça, sem necessidade, este será um TCC inútil.

A proposição de um problema de pesquisa é feita com maior sucesso quando se pode visualizar, realmente, a situação ou ambiente em que haja a necessidade, o vazio, a busca por respostas em relação a algo, sendo este algo o objeto de investigação de um trabalho científico e estando, na quase totalidade dos casos, situado na introdução da monografia ou do projeto.

ELEMENTOS DE PROBLEMAS

Primeiramente, deve-se esquematizar o problema a ser destacado na monografia a partir de alguns elementos:

- Sintomas – O aluno deve ser capaz de delinear brevemente os sintomas que identificam o fato problemático do seu TCC ou de sua monografia, por exemplo “...perda da capacidade de compra”, “queda na renda da população”. Da mesma forma, além da importância, deve-se ter em mente que algum dado, teórico ou prático, de acordo com a metodologia de pesquisa, deverá suportar cada sintoma. 

- Causas – Assim que os sintomas do tema monográfico tenham sido identificados, deve-se explicar as causas ou razões dos mesmos. Uma investigação monográfica somente estará completa se puder dar causa aos sintomas envolvendo a mesma.

- Consequencias – Tal como você já deve saber, monografias ou qualquer outro gênero de trabalho de pesquisa deve ter um encadeamento lógico, embasado e natural. Desta forma, uma vez definidas as causas, deve-se abordar as consequências provenientes do seguimento da situação encontrada. Assim, a manutenção problêmica deverá ter sua ou suas consequencias expostas.

- Solução – Nem sempre este aspecto é possível em monografias ou artigos, mas é altamente desejável que o autor seja capaz de delimitar uma solução, total ou parcial, para cada problema apresentado. Vale frisar que quanto mais complexo for o TCC, mais desejável seria esta solução e, paradoxalmente, de mais difícil apontamento esta será.

A partir de tais pontos, finaliza-se a discussão sobre o problema de uma monografia ou um TCC com a importância do formato de identificação deste . Tal formato se dá a partir das perguntas de pesquisa, geralmente definida na fase de projeto de pesquisa para o TCC, que terão sua origem nas dúvidas que o autor monográfico possui, pensando já no andamento das monografias e da metodologia que terá disponível.

Vale frisar que esta última fase será a responsável pela estruturação de todo o seu trabalho de investigação, pois somente com tais perguntas você poderá determinar os objetivos, a metodologia necessária, a bibliografia e a experimentação possíveis, entre outros aspectos.

É importante que o orientador de um TCC ou monografias atinja a curiosidade do aluno visando criar neste o sentido de questionamento para, assim, auxiiá-lo no processo de estruturação da situação problêmica.

Este processo, inerente à atuação de um bom orientador de monografia e tcc, deve sempre focar na vontade do aluno em relação a um tema específico, e não forçar o mesmo a redigir uma monografia com um problema que não o estimule, pois este seria o caminho mais curto para o fracasso.

O problema da pesquisadeve ser estimulante, deve ter apelo para o aluno, servindo para que este possa enfrentar o desafio de escrever um trabalho monográfico de qualidade.

TIPOS DE ELEMENTOS PROBLÊMICOS

Poderíamos classificar as situações problêmicas em três tipos:

Teóricos

São aqueles que, com sua resolução, permitirão um maior conhecimento.

Práticos

Seriam os que influenciarão um progresso quanto ao objeto da pesquisa

Teórico-práticos

Uma confluência entre ambos os tipos anteriores, que são propostos para a solução teórica de uma situação real prática

Imagine, então, que você goste ou se interesse por uma determinada coisa e gostaria de fazer sua monografia ou seu TCC com uma população. Por exemplo: se você está cursando Pedagogia, talvez você queira trabalhar, durante sua pesquisa monográfica, com alunos especiais. Se você cursa Direito, quem sabe deseje abordar alguma situação sobre a Uniao Estavel. Você escolhe. Sua escolha vai ser a ideia da pesquisa, e você, quando for escrever seu anteprojeto, já vai ter que definir isso.

CONTEXTUALIZAÇÃO PROBLÊMICA

Agora, pense no ambiente da sua ideia. Imagine se há alguma demanda ou necessidade. Por exemplo: no caso de monografias ou TCC de Educacao, como o dado acima, poderíamos avaliar sobre a dificuldade que os alunos especiais têm de se inserir no ambiente escolar. Este é um problema para uma pesquisa monográfica referente ao universo dos alunos especiais. Ou então, no exemplo do curso de graduacao em Direito, a temática a ser explorada pelo aluno seria tratar sobre os problemas sucessorio nas unioes estaveis. Esta é outra situação problêmica. Você precisa mergulhar no elemento central do seu trabalho. Precisa conseguir enxergar todos os aspectos da situação ou do fenômeno. Isso pode ser feito a partir da bibliografia, de experiências, de artigos, etc. Se você achar que ainda não conseguiu visualizar todos os aspectos problêmicos, não pense duas vezes: entre em contato com especialistas, faça entrevistas. Infelizmente, poucos alunos, em seus trabalhos monográficos, optam por fazer entrevistas a pessoas relacionadas ao assunto, que enriquecem sobremaneira o seu resultado final.

Importante notar que, aqui, a ideia monografica para um tema já desabrocha. Você, então, se conseguir passar por esse caminho, já terá o seu problema para o projeto de pesquisa, que será a fonte para a futura monografia ou o TCC.

Veja se o elemento escolhido inicialmente passa pelo crivo das seguintes perguntas científicas, de forma a permitir a detecção da validade do mesmo:

- Experiência que você tenha na área ou com a temática - você já conhece sobre o assunto?

- Importância do Problema - ele é importante o suficiente para justificar todo o trabalho de pesquisa que você vai ter que dedicar?

- Conhecimento disponível e possível para sua compreensão

- Relevância Científica - Sua resolução é importante para outros campos científicos

- Relevância Acadêmica - Tem importância para seu estudo específico, não sendo nem muito complexo nem irrelevante

Mas agora vem a parte mais difícil. Como expor, ou enunciar a sua problemática? Afinal, mesmo a situação problêmica já estando na sua cabeça, você vai precisar passar a mesma para o papel quando estiver fazendo o seu projeto de investigação não é?

O estilo de escrita do problema de monografia é o mesmo adotado em um texto monografico pronto.

Em uma consulta com nosso time de professores orientadores de monografias, todos foram unânimes em afirmar que o papel da definição problemica é o de organizar, refinar, estruturar a ideia de pesquisa. E se consegue isto em duas etapas, sendo estas a enunciação e a formulação da mesma.

 

ENUNCIAÇÃO DO PROBLEMA DA PESQUISA

 

Esta fase tem o papel de explicitar a situação problêmica. Ela é propriamente descritiva, quer dizer, o aluno precisará, em seu projeto de pesquisa, narrar ou descrever o que acontece em relação ao seu objeto de estudo para o futuro TCC. Quanto mais detalhada for a enunciação, maior sucesso nessa fase problêmica e também maior entendimento o aluno demonstrará de sua futura monografia.

Algo que precisa ficar muito claro é que este elemento não é uma pergunta, mas algo que você sabe que existe. Assim, mesmo que ele seja escrito como uma interrogação, na verdade trata-se de uma afirmação.

Cabe aqui uma receita fácil. Para enunciar corretamente o seu problema de pesquisa, você precisará:

- agrupar os fatos em relação ao seu objeto de estudo, ou seja, o que acontece
- destacar quão relevante é esse acontecimento
- apontar a relação entre as ocorrências
- construir um relacionamento entre o acontecimento e o quadro geral
- tentar relacionar também as ocorrências e as explicações
- elencar as probabilidades envolvidas.

Você, nesta fase, já se deu conta de que o sucesso da sua problemática, como deve acontecer em todas as monografias prontas, precisará conhecer bem o ambiente. Para isso, você vai precisar pesquisar nas bibliografias ou notas bibliograficas construídas sobre as obras de leitura focadas nesse ambiente. É nelas que vão estar, de forma mais clara, todos os pontos da lista acima.

É nas fontes bibliograficas que você já vai selecionar para o seu processo de investigação, desde a elaboração do anteprojeto até a defesa da sua monografia ou do seu TCC, que estará a raiz do elemento problemático. É uma contradição entre dois ou mais autores? O problema é causado pela falta de conhecimento sobre o objeto de estudo?

E sem perceber você já estará na segunda fase

FORMULAÇÃO DO PROBLEMA DA INVESTIGAÇÃO EM MONOGRAFIA E TCC

A formulação problemica em um projeto de pesquisa é, passada a fase descritiva, mais analítica. O aluno já avaliará as causas, as consequências, as relações, apontando, primeiramente, no projeto investigativo, em um tom de perguntas e na monografia ou no TCC já em um estilo de escrita mais afirmativo, o que há em relação ao problema para ser resolvido no texto monografico, dentro do papel de monografias.

As perguntas do elemento problêmico anteriormente isolado, se possível, devem ser feitas em um tom de desafio, de modo instigante, o que vai gerar interesse no leitor do anteprojeto, no caso o seu orientador de monografias.

Existem universidades que solicitam que as perguntas da formulação do problema estejam profundamente relacionadas aos objetivos especificos. A Monografia AC entende que este é o melhor caminho.

Vamos à próxima etapa? Se iniciamos com o objeto de estudo, e a partir dele, do seu entendimento e de sua descrição passamos ao problema da monografia, teremos, a partir da análise problemica, os objetivos do projeto de pesquisa monografico.

OS OBJETIVOS DO PROJETO DE PESQUISA E DA MONOGRAFIA - SAIBA MAIS SOBRE OS OBJETIVOS GERAIS E ESPECIFICOS EM UMA MONOGRAFIA, UM TCC OU UM PROJETO DE PESQUISA

O RESUMO DE UM TEXTO MONOGRAFICO - CONHEÇA COMO REDIGIR O RESUMO DE UMA MONOGRAFIA, UM TCC OU UM ARTIGO CIENTIFICO OU UMA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO

A HIPOTESE DE PESQUISA - SAIBA COMO ESCOLHER E DEFINIR UMA ÓTIMA HIPOTESE PARA SUA MONOGRAFIA OU SEU TCC

A MONOGRAFIA AC ESTÁ PREPARADA PARA REALIZAR EXCELENTES PROJETOS DE PESQUISA COM UM ÓTIMO PROBLEMA DA INVESTIGAÇÃO PARA AUXILIAR VOCÊ A DELINEAR SUA MONOGRAFIA OU SEU TCC

 

 
COPYRIGHT