Monografia | AC  
Faça aqui seu orçamento !
Contatos
MONOGRAFIA ACMonografias prontasDissertação de MestradoO Projeto de pesquisaFormatacao ABNT de Monografia e tccArtigo CientificoQualidadeInvestimentoEntre em Contato Conosco

ATIVIDADES RECREATIVAS INFANTIS

 

Feed da Monografia ACTwitter da Monografia ACPerfil Facebook

VOLTAR PARA MAIS TEMAS DE MONOGRAFIA E TCC DE EDUCAÇÃO FÍSICA

VEJA TAMBÉM TEMAS DE MONOGRAFIAS DE PEDAGOGIA

RESUMO

Este artigo trata sobre as atividades recreativas infantis. A partir de um enfoque científico, no âmbito desta monografia temática de Educação Física aborda-se os elementos que devem constar em um estudo monográfico sobre o desenho de um modelo de recreação para crianças a ser implementado nas escolas.

A recreação infantil nas aulas de estimulação corporal tem um papel fundamental na formação de um aluno motivado para o futuro, quando as aulas de Educação Física terão um papel mais específico e profundo.

Da mesma forma, as atividades físicas recreativas têm um profundo impacto coletivo nas crianças, que desenvolvem seus próprios conceitos sociais a partir da interação entre si.

INTRODUÇÃO

Os processos educacionais infantis são sempre focados para a formação de um modelo social interativo, em que a mesma participa ativamente das atividades em prol de uma maior complexidade pedagógica progressiva e, principalmente, da solidificação da base social, e por que não dizer também moral, em que se desenvolverá com o passar dos anos.

Assim, as atividades recreativas na educação infantil apresentam um profundo papel pedagógico ao ensinar regras e normas a serem seguidas pelas crianças, além de um importante sentido cooperativo e de igualdade entre os colegas. Tais elementos, fundamentados nas teorias pedagógicas, demonstram as linhas de pensamento da educação construtivista utilizada nas políticas públicas educacionais contemporâneas brasileiras.

Assim, tem-se a necessidade de delinear programas recreativos para crianças nas aulas de Educação Física que atendam a tais objetivos.

A RECREAÇÃO

As atividades recreativas estiveram sempre presentes em nossa história, desde antes mesmo da especialização humana como espécie, já que em símios os comportamentos de brincadeiras com um puro sentido de recreação está muito bem caracterizado por sua frequência.

Em seu sentido sociológico, os atos recreativos apresentam um profundo sentido de formação de modelos interativos sociais muito profundos, além de estimuladores das capacidades próprias do organismo, além dos sentidos comportamentais, como a caça, por exemplo. Assim, deve-se ter claro que qualquer monografia ou TCC que aborde o tema deverá deixar claro que as atividades recreativas são um elemento de desenvolvimento social, em todas as suas fases, desde o anterior projeto de pesquisa.

E sua importância não se restringe à escola, já que o direito ao lazer, e aí inseridos os atos recreativos, é um dos direitos fundamentais que constam na Constituição Federal de 1988, e também as políticas internacionais, como a ONU, indicam a recreação como uma necessidade física ao lado da saúde, da educação, moradia, trabalho, alimentação e segurança social.

A valorização dos elementos sociais, sejam familiares, sejam nacionais, é uma das metas da recreação, de forma que este papel pode, e deve, ser explorado nas atividades educacionais infantis. Assim, o desenvolvimento dos processos culturais recreativos, ampliando seus benefícios, é uma necessidade que caminha conjuntamente com o incremento da complexidade social.

O espaço para a recreação nas aulas é cada vez maior, até mesmo porque já é um consenso que a diversão é um adjuvante significativo nos processos de aprendizado, sendo enorme o número de monografias e artigos científicos escritos todos os anos sobre o lúdico na Educação.

AS ATIVIDADES RECREATIVAS NO PROCESSO EDUCACIONAL

Tal como já explicitado, urge o delineamento de formas aprimorativas do sucesso recreacional infantil, visando ampliar os benefícios de tais atividades, sendo que isto deve constar em toda e qualquer monografia que aborde o tema da recreação infantil, assim, trabalha-se em setores importantes sobre o tema como o uso e aproveitamento do tempo, sendo necessária uma melhor formação docente para tal cometimento.

Tanto na escola como fora dela, os eventos recreativos fazem parte do processo educacional, já que programas recreativos sociais, focados na comunidade, são uma excelente forma de integração, de extravasamento social e de desenvolvimento integral da personalidade da criança, de seus familiares, já que não se pode separar a família na educação, e de seu entorno.

Observa-se a necessidade de uma maior atenção sobre o assunto, já que o desenvolvimento tecnológico atual oferece uma maior quantidade de tempo disponível, que deve ser melhor aproveitado visando evitar um aumento da marginalidade. Assim, a recreação pode servir como um meio de integrar tal espaço temporal com a formação de um indivíduo pleno e capaz de contribuir com o desenvolvimento social a partir da utilização do seu tempo livre em uma via tripartite:

Repouso: que libera o indivíduo do cansaço
Diversão: que libera o indivíduo do aborrecimento
Desenvolvimento da personalidade: que liberta o indivíduo das amarras sociais e dos automatismos a que se vê imposto.

Este último aspecto é de muito importante abordagem, sendo interessante a leitura de um artigo nosso, que trata da educação libertadora.

Assim, tem-se que os programas de atividades recreativas educacionais visam orientar as mesmas para práticas sadias, úteis e fiéis expoentes da cultura brasileira, a partir não somente de suas individualidades regionais mas do pleno indivíduo.

CONCLUSÃO

Infelizmente, existe ainda um vazio bibliográfico (Veja mais sobre bibliografias) para a escrita de monografias e TCC sobre as atividades recreativas na Educação focadas para a realidade brasileira, e tal ausência é muito maior se falarmos das realidades regionais específicas.

Assim, toda monografia ou toda pesquisa na forma de artigo científico ou uma dissertação de mestrado sobre o tema sem dúvida é agregador e contribuirá para a obtenção de modelos práticos recreativos infantis mais eficazes.

Desta feita, é essencial o planejamento e a organização recreativos, principalmente se levarmos em consideração que nem todos os professores e promotores possuem os conhecimentos e habilidades pedagógicas para tal processo, de forma que se afeta diretamente os objetivos propostos para a recreação infantil.

 

Saiba mais sobre a importância do tema de uma monografia ou um TCC

Veja também um artigo sobre a interdisciplinaridade entre a educação física e a educação ambiental

Ou então uma discussão acerca da avaliação na Educação Física


 
COPYRIGHT